Arquivo da tag: Mestrado em Administração Pública

Divulgado o edital de acesso ao mestrado PROFIAP

Os candidatos interessados em concorrer a uma vaga no Mestrado Profissional em Administração Pública em Rede Nacional (PROFIAP), já podem acessar o edital de inscrição publicado pela Comissão Acadêmica Nacional. O exame será executado pelo Núcleo Permanente de Concursos (COMPERVE), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e serão oferecidas 212 vagas, distribuídas entre nove Universidades Federais.

O PROFIAP é resultado do empenho da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), junto à Capes, por qualificação profissional, com objetivo de melhorar a prática administrativa avançada nas organizações públicas, contribuir para aumento de produtividade e efetividade e disponibilizar instrumentos, modelos e metodologias que sirvam de melhoria para gestão. Estão habilitados a concorrerem ao certame, candidatos portadores de diploma de curso superior devidamente registrado no Ministério da Educação (MEC).

O prazo para as inscrições será entre os dias 14 de julho a 04 de agosto de 2014 e o exame se constituirá de uma prova com questões objetivas e discursiva, e o resultado do teste realizado pela Associação Nacional e Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (Teste ANPAD). A prova será aplicada no dia 24 de agosto, nos municípios sedes das instituições participantes do PROFIAP, e vão ser aceitas as notas dos testes ANPAD realizados entre o período de fevereiro de 2013 a setembro de 2014. A data provável do resultado é dia 06 de outubro.

De acordo com o edital, as vagas estão distribuídas da seguinte forma: Universidade Federal da Grande Dourado – UFGD (20), Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL (22), Universidade Federal de Alagoas – UFAL (28), Universidade Federal de Campina Grande – UFCG (20), Universidade Federal de Goiás – UFG (21), Universidade Federal de Sergipe – UFS (22), Universidade Federal de Rondônia – UNIR (22), Universidade Federal de Viçosa – UFV (28) e Universidade Federal do Mato Grosso do Sul – UFMS (29).

Para acessar o edital clique AQUI.

Para acompanhar todas informações sobre o PROFIAP basta acessar o site da Andifes e curtir o Face book da Associação

(Notícia extraída do endereço http://www.andifes.org.br/?p=26792, a partir de contribuição do nosso colega Alexandre Alves Gomes, do CTM/DEMEC)

Andifes e Capes lançam mestrado profissional

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançaram oficialmente esta semana (12) o Profiap, curso de mestrado profissional em Administração Pública ofertado nacionalmente em formato semipresencial. De acordo com o cronograma, o edital de inscrição será lançado no final de junho.

O Profiap é resultado do empenho da Andifes, junto à Capes, por qualificação dos servidores públicos, com objetivo de melhorar a prática administrativa avançada nas organizações públicas, contribuir no aumento de produtividade e efetividade e disponibilizar instrumentos, modelos e metodologias que sirvam de melhoria para gestão. Para o presidente da Andifes, reitor Jesualdo Pereira Farias, o programa de pós-graduação é uma oportunidade de investimento na qualificação do quadro técnico-administrativo das Universidades Federais em toda esfera nacional.

“A oferta é de um programa que se faz pelo processo de Educação a Distância (EAD), importantíssimo neste realidade de expansão que vive as universidades, onde nem sempre é possível chegar o ensino presencial. O Profiap foi lançado para este ano com a participação de nove universidades, mas queremos ampliar o programa utilizando a rede das 63 instituições porque a pós-graduação é o caminho para a qualificação dos nossos servidores e uma das principais missões das Universidades Federais”, afirmou Jesualdo Pereira.

EDITAL

O edital será lançado dia 30 de junho, pela Capes. O período de inscrição será até 30 de julho. O exame Nacional de Acesso está marcado para o dia 24 de agosto e constitui-se do resultado de teste da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD), para verificar habilidades em português, inglês, e raciocínio lógico, analítico e matemático; além de uma prova nacional sobre conteúdos de “Estado, Sociedade e Administração Pública no Brasil” e “Teoria das Organizações”. A publicação da lista final dos aprovados sai dia 30 de setembro.

De acordo com o cronograma, o semestre letivo começa dia 13 de outubro e a conclusão do curso, no início do segundo semestre de 2015. A estrutura curricular será composta de oito disciplinas, sendo seis obrigatórias e duas optativas, totalizando 480 horas de atividades didáticas, incluindo o Trabalho de Conclusão Final (TCF). O mestrado terá área de concentração em administração pública com duas linhas: gestão pública e gestão organizacional. O número de vagas só será divulgado no edital.

Neste primeiro programa participarão as Universidades Federais de Rondônia (Unir), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Federal de Grande Dourados (UFGD) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O projeto foi solicitado pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), e coordenado pela reitora Maria Lúcia Cavalli (UFMT.

Os interessados poderão acompanhar novidades no portal da Andifes, pelo Facebook ou Twitter. Dúvidas mais específicas devem ser enviadas para o email redeprofiap@gmail.com

 

Capes aprova mestrado proposto pela Andifes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou o Mestrado Administração Pública em Rede Nacional, na modalidade a distância, que será oferecido para funcionários públicos federais, estaduais e municipais. O projeto foi solicitado pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), e coordenado pela reitora Maria Lúcia Cavalli (UFMT), presidente da Comissão de Desenvolvimento Acadêmico. Fizeram parte do processo a Comissão de Educação a Distância (EaD) e a Comissão de Elaboração de Projetos de Mestrado Profissionalizante em Educação em Rede.

Na primeira fase de implantação participarão dez Universidades Federais, que darão suporte de infraestrutura, corpo docente e serão responsáveis pela proposta pedagógico-científica. O mestrado terá área de concentração em administração pública com duas linhas: gestão pública e gestão organizacional, com perfil multidisciplinar e multi-institucional. Ao total serão ofertadas entre 20 e 60 vagas por Universidade Federal e participarão 50 docentes credenciados.

A estrutura curricular será composta de nove disciplinas, sendo duas eletivas e sete obrigatórias, totalizando 405 horas. A seleção de candidatos será feita por meio de diferentes fases: um teste da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (Anpad), para verificar habilidades em português, inglês, e raciocínio lógico, analítico e matemático; uma prova nacional sobre conteúdos de “Estado, Sociedade e Administração Pública no Brasil” e “Teoria das Organizações” e uma seleção local que compatibilizará a demanda às vagas locais.

De acordo com o presidente da Andifes, reitor Carlos Maneschy, a oferta do curso de mestrado é um avanço no que diz respeito a capacitação dos servidores. “As universidades têm como missão oferecer condições de crescimento e qualificação aos seus trabalhadores. Tendo acesso ao aperfeiçoamento eles podem responder as demandas do trabalho com mais eficácia”. Segundo Maneschy o curso de pós-graduação oferecido através da EaD foi um projeto pensado pela Andifes para utilizar as redes das universidades como fonte própria de beneficiamento dos servidores.

Para a reitora Maria Lúcia Cavalli (UFMT), presidente da Comissão de Desenvolvimento Acadêmico, a aprovação do mestrado pela Capes reforça a compreensão de que a modalidade a distância tem condições de acontecer tanto na graduação quanto na pós-graduação. “Discutíamos dentro da Andifes o reforço na EaD, e a oferta de pós-graduação vem com esse objeto. O mestrado em administração pública já contará com a expertise do curso de graduação, a infraestrutura e corpo docente das universidades federais e se consolidará pela qualidade dos agentes que ela é constituída”, disse Maria Lúcia.

O professor João Luiz Martins, ex-presidente da Andifes, e membro da Comissão de EaD na época da proposição do projeto, destacou o papel da Associação para a conquista do mestrado. “A Andifes sempre foi protagonista no que se refere à construção de programas e ações voltados a capacitação e qualificação do quadro pessoal das universidades. A partir de agora está sendo aberto um universo de oportunidades para qualificação do quadro técnico e docente”, disse João Luiz.

O processo de implantação do mestrado Administração Pública em Rede Nacional será apresentado com mais detalhes aos reitores das Universidades Federais durante a CXXI reunião do Conselho Pleno da Andifes, que ocorrerá na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), programada para os dias 14 e 15 de maio. O professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Dario Lima, representará como coordenador, a equipe de professores que compõem a Comissão de Elaboração de Projetos de Mestrado Profissionalizante em Educação em Rede e que juntos elaboraram a proposta.

Após a apresentação do mestrado aos reitores, será marcada uma reunião com a Capes para definir a data do início do curso. A  previsão é que um ano após a implantação do curso e início de formação discente, o comitê gestor da proposta e a Capes avaliam as condições para o edital para aumento da rede de universidades participantes.

(Notícia extraída do seguinte endereço: http://www.andifes.org.br/?p=19633)